Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate this Page




ONLINE
1





Partilhe este Site...




projeto: Ingles
projeto: Ingles

APRESENTAÇÃO

No Brasil, tornando se como exceção o caso do espanhol, principalmente nos contextos das fronteiras nacionais, e o de algumas línguas nos espaços das comunidades de imigrantes (alemão, italiano, etc.) e de grupos nativos, somente uma pequena população tem o oportunidade de usar línguas estrangeiras como instrumento de comunicação oral, dentro ou fora do país, nota-se,  que mesmo nos grandes centros, o número de pessoas que utilizam o conhecimento das habilidades orais de uma língua estrangeira  em trabalho é relativamente pequeno. Deste modo o uso de uma língua estrangeira parece estar em geral vinculado à leitura de literatura técnica ou de lazer. Considera-se também que o fato de que as condições na sala de aula da maioria das escolas brasileiras (carga horária reduzida, classes superlotadas, pouco domínio das habilidades orais por parte da maioria dos professores, material didático reduzido a giz e livro didático etc.). Toda essa problemática inviabiliza o ensino de habilidades comunicativas. Assim, o foco da deficiência em relação à identificação da gramática  inglesa pode também estar relacionada à função social das línguas estrangeiras no país e pelos objetivos realizáveis tendo em vista as condições existentes. Portanto o foco da gramática não é justificada aqui como alternativa mais fácil e nem deve comprometer decisões futuras de se envolver outras habilidades comunicativas. Vale salientar que a análise do quadro atual do ensino de gramática de língua estrangeira, nas escolas do Brasil indica que a maioria das propostas para o ensino dessa disciplina reflete o interesse pelo ensino da gramática perante o educando. Compreender a natureza das tecnologias de informações como integração de diferentes meios de comunicação, linguagens, e códigos, bem como a função integradora que elas exercem na sua relação com as demais tecnologias. Articular as redes de diferenças e semelhanças entre as linguagens e seus códigos, conhecer e usar língua estrangeira moderna como instrumento de acesso a informações, a outras culturas e grupos sociais.

 

Problematização

 

Percebe – se que a língua inglesa tem ocupado espaço irrelevante em escolas de ensino fundamental. Após a observação com jovens de ensino fundamental em uma escola municipal do povoado de Vila Cardoso município  de Caldeirão Grande. Percebeu – se que tanto em casa quanto na escola não existe material de leitura e pesquisa de língua inglesa para que os alunos tenham contato, por outro lado, o mundo globalizado e moderno exige para o mercado de trabalho, pessoas cada vez mais dinâmicas e capacitadas, sendo que atualmente é quase impossível sobreviver na sociedade sem dominar um ou mais idioma, e sem uma compreensão da língua, entendida aqui, como um processo de apropriação de diferentes linguagens.

 

 

PÚBLICO – ALVO.

 

Professores, alunos de uma escola pública municipal de ensino fundamental do Município de caldeirão grande, integrantes da comunidade (pais jovens, parentes etc.).

 

 

JUSTIFICATIVA.

 

O projeto nasceu da observação feita com professores que ensinam a disciplina (língua inglesa) em uma escola da rede municipal de Educação do povoado de V. cardoso, com alunos  de ensino fundamental com a intenção de contribuir com o desenvolvimento desses alunos utilizando a língua enquanto promoção de inserção no mundo moderno. Escolhi a Identificação das classes gramaticais porque a mesma estava deficitária, e partir do principio de que as classes gramaticais enquanto gramática deve ser compreendida pelo educando para poder despertar o prazer da aprendizagem entre professores e jovens.

No nosso país, o tratamento dado a aprendizagem de uma outra língua nas escolas ainda está vinculada a obedecer simplesmente a grade curricular, muitas vezes, colocando pessoas despreparadas para suprir vaga por determinação da portaria etc. consequentemente essa demanda diminuiu a chances dos educando e dificulta a aprendizagem dos mesmos, constitui – se em grande empecilho, já que poderá criar resistência nos alunos. A realidade da escola é a de alunos desinteressados e resistentes ao processo de aprendizagem.

 

OBJETIVO GERAL

 

Compreender a natureza das tecnologias de informações como integração de diferentes meios de comunicação, linguagens, e códigos, bem como a função integradora que elas exercem na sua relação com as demais tecnologias.

Articular as redes de diferenças e semelhanças entre as linguagens e seus códigos, conhecer e usar língua estrangeira moderna como instrumento de acesso a informações, a outras culturas e grupos sociais.

 

OBJETIVO (S) ESPECÍFICO (S).

 

Aplicar as tecnologias de comunicação e da informação na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes da vida.

Permitir a aproximação de várias culturas e, conseqüentemente, propiciar sua integração no mundo globalizado.

Escolher o vocábulo que melhor reflita a idéia que pretenda comunicar. Contribuir com o aumento do desempenho dos professores em sala de aula.

Promover a interação entre as atividades do programa com os professores os alunos e a comunidade.

 

 

 

 

 

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS

 

Segundo os parâmetros Curriculares nacionais (Ensino Médio) “A nova sociedade, decorrente da revolução tecnológica e seus desdobramentos na produção e na área da informação, apresenta característica possíveis de assegurar à educação uma autonomia ainda não alcançada”).

A situação de aprendizagem de Língua Estrangeira tem características que a distinguem da situação de aprendizagem de outras disciplinas. Esses fatores derivam – se de 3 aspectos problemáticos, as diferenças entre a língua materna e a língua estrangeira, o dilema entre privilegiar – se o saber sobre a língua ou saber usa – lá e a escolha entre uma aprendizagem racional ou uma aprendizagem intuitiva.

Assim foi fundamental que desde início da aprendizagem de língua estrangeira  desenvolvesse com os alunos um trabalho que lhe possibilitasse confiar na própria capacidade de aprender em torno de temas de interesse e interagir de forma cooperativa com os colegas. As atividades em grupo puderam contribuir significativamente no desenvolvimento desse trabalho, à medida que, com a mediação do professor, os alunos aprenderam a compreender e respeitar atitudes, opiniões, conhecimentos e ritmos diferenciados de aprendizagem.

As atividades significativas orais foram propostas como forma de ampliar a consciência dos alunos sobre os sons da língua estrangeira, por meio do uso,por exemplo, de expressões de saudação, de polidez, do trabalho com letras de músicas,com poemas e diálogos.

A inclusão de atividade significativas durante o mine curso permitu ampliar os vínculos afetivos e conferir a possibilidade de realizar tarefas de forma mais prazerosa.

De acordo as concepções teóricas do processo de ensino aprendizagem de língua estrangeira que têm se pautado no desenvolvimento da psicologia de aprendizagem de teorias lingüísticas específicas, as quais, influenciadas pela psicologia, explicitam o fenômeno de aprendizagem de língua estrangeira, foram influenciadas principalmente por três visões: A behaviorista, a cognitivista e a sócio - interacionista.

17

Na 1ª a língua estrangeira é compreendida como um processo de adquirir novos hábitos lingüísticos. Isso seria feita por meio de estímulo, a exposição do aluno ao item lexical, à estrutura sintática etc. a serem aprendidos, fornecidos pelo professor, resposta do aluno; reforço, em que o professor avaliaria a resposta do aluno. Essa teoria pauta – se no uso de metodologia que enfatizem exercício de repetição e substituição. Nessa concepção a mente do aluno é vista como uma tábua rasa que tem que ser moldada.

A 2ª desloca – se do foco do ensino para o aluno ou para as estratégias que ele utiliza na construção de sua aprendizagem e, os traços característicos da língua construída pelo aprendiz, normalmente entendidos como constitutivos da língua em construção no processo de aprendizagem – essa teoria chama a atenção para a questão dos diferentes estilos individuais de aprendizagem que as pessoas possuem, ou seja, nem todos os alunos aprendem da mesma forma, há alunos que se utilizam mais de meios auditivos e outros de meios visuais.

Na 3ª O que Subjaz  a esta último visão é a compreensão de que a aprendizagem é de natureza sócio interacional, pois aprender é uma forma de estar no mundo social com alguém, em um contexto histórico, cultural e institucional. De modo que na aprendizagem de língua estrangeira, os enunciados do parceiro mais competente, ajudam na construção do significado, e, portanto auxiliam a própria aprendizagem do uso da língua.

 assim, o mine curso propôs: Melhorar a compreensão geral de tipos de textos variados apoiando em elemento icônicos / gravuras, tabelas, fotografia, desenhos/ e / ou palavras cognatas.

Promover adequação na produção, no que diz respeito, particularmente, a aspectos que afetam o significado no nível da sintaxe, da morfologia, do léxico e da fonologia os alunos apresentem um rendimento superior em relação a outra unidade, que gostem de ler e escrever, e que apliquem os conhecimento gramaticais na escrita e na oralidade de língua estrangeira moderna.

 

 

 

 

 

18

Considerações/Recomendações

 

Portanto considera – se que a língua estrangeira tem um valioso papel construtivo como parte integrante da educação formal, que envolve um complexo processo de reflexão sobre a realidade social, política e econômica, com valor intrínseco importante no processo de capacitação que leva à libertação, em outras palavras língua estrangeira é parte da construção da cidadania..

Propiciar aos alunos atividades que despertam o interesse e o gosto pelo uso de uma língua deferente da sua, com o uso de diversos textos, letras de músicas, poemas, leitura, reprodução oral e escrita, jogos variados (domínio, jogo da velha etc.) Utilizar as estratégias verbais e não verbais.

Formar grupos de leitura, para que conheçam e usem as línguas estrangeiras.

Inserir pessoas que tenham domínio sob a língua estrangeira para que de maneira significativa contribuam e / o rendimento dos alunos e incremente c/a participação sendo parceiro desta aprendizagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS.

 

Plano de Unidade com conteúdos

Livros diversificados de língua Inglesa,

Quadro de Giz

Jogos confeccionados de cartolinas

Alunos da 7ª série do ensino fundamental.

Professores do 4º ciclo do ensino fundamental.

Equipe técnica e gestores da escola

 

 

 

 

RESULTADOS ESPERADOS.

 

Melhorar a compreensão geral de tipos de textos variados apoiando em elemento icônicos / gravuras, tabelas, fotografia, desenhos/ e / ou palavras cognatas.

Promover adequação na produção, no que diz respeito, particularmente, a aspectos que afetam o significado no nível da sintaxe, da morfologia, do léxico e da fonologia.

Espera se que ao final desta unidade os alunos apresentem um rendimento superior em relação a outra unidade, que gostem de ler e escrever, e que apliquem os conhecimento gramaticais na escrita e na oralidade de língua estrangeira moderna.

Inserir pessoas que tenham domínio sob a língua estrangeira para que de maneira significativa contribuam e / o rendimento dos alunos e incremente c/a participação sendo parceiro desta aprendizagem.

 

REFERÊNCIAS.

Curso áudio – prático de Inglês sem professor (English grammar).

Parâmetros Curriculares nacionais (Língua estrangeira 5º a 8º série)

Parâmetros Curriculares nacionais (Ensino Médio)

Spot light (An english course).

Ng learning and loving (Th’s camargo Godoy, Melo valdomiro.)